Cinesioterapia Aquática

A hidrocinesioterapia refere-se ao uso de piscinas com diferentes profundidades que facilitam a aplicação de várias intervenções terapêuticas como alongamento, fortalecimento, mobilização articular, treino de equilíbrio e de marcha bem como o condicionamento físico. Desta forma, um programa de hidrocinesioterapia adequado a cada paciente pode representar um grande incremento no seu tratamento, obtendo-se os efeitos de melhora em tempo abreviado e com menor risco de intercorrências, tais como dor muscular tardia e microlesões articulares decorrentes do impacto.


O uso das propriedades físicas da água como meio de cura ou tratamento de variadas condições clínicas vem sendo descrita desde a civilização grega.Ao longo dos anos sua prática vem conquistando seu espaço como uma alternativa a mais na prática clínica, deixando assim de ser apenas um coadjuvante da fisioterapia convencional. Atualmente, a terapia na água vem sendo cada vez mais conhecida especialmente por profissionais das áreas da saúde, fato este comprovado pelo crescimento de implantação de setores de Fisioterapia Aquática nas clínicas de fisioterapia e academias.


A hidrocinesioterapia vem sendo utilizada por diversos grupos como fonte benéfica de recuperação, onde as atividades em meio liquido são executadas por deficiente físico e mental, indivíduos com problemas neurológicos, no controle de dor crônica, no tratamento de pacientes em pós-mastectomia, mulheres grávidas, na reabilitação cardíaca e cada vez mais no meio ortopédico através dos seus inúmeros benefícios e facilidades proporcionadas pelo meio liquido, promovendo uma reabilitação mais rápida e menos dolorosa.


Sabe-se que alterações fisiológicas ocorrem no corpo materno durante a gravidez, envolvendo todos os sistemas. Algumas alterações fisiológicas têm provocado aparição de edema nos membros inferiores, dor na região lombar, dentre outras, causando transtornos sociais. Todas essas transformações têm contribuído para redução da qualidade de vida.  O ambiente aquático é bom e seguro para a saúde dessa população na prática de atividade física, pois favorece uma adequada adaptação metabólica e cardiovascular para o organismo da gestante, prevenindo alterações posturais, aliviando desconfortos musculoesqueléticos e interferindo positivamente sobre a melhora da autoestima da mulher.

Aplicações gerais da hidroterapia


Dentre os resultados de pesquisas publicadas há efeitos terapêuticos da hidroterapia já comprovados por evidência científica, dentre os quais se destacam os benefícios como aumento da amplitude de movimento, diminuição da tensão muscular, relaxamento, analgesia, melhora na circulação, absorção do exudato inflamatório e debridamento de lesões, bem como incremento na força e resistência muscular, além de equilíbrio e propriocepção. O espasmo muscular pode ser reduzido pelo calor da água, auxiliando na redução da espasticidade. A imersão na água provoca redução do tônus muscular, enquanto que a dor pode ser reduzida por ambos os estímulos térmicos. Além disso, a imersão na água facilita a mobilidade articular, relacionada à redução do peso corporal.